A trilha da trilha: Eartha Kitt – Monotonous

Viver na trilha é como viver em qualquer outro lugar. Alguns dias são mais excitantes que outros. A vida é assim. Tem dia que acontece um monte de coisa, outros que não acontecem nada.

Hoje foi desses dias parados. Bem, depois de vivenciar Hiker Heaven e Casa de Luna tudo o que poderia vir a acontecer na trilha não seria tão bacana quanto esses últimos dias.

Vejamos: saímos de Casa de Luna às oito, depois do café, das panquecas e da foto. Ficamos meia hora na beira da estrada tentando uma carona que não rolava, até um Trail angel que levava outros hikers pra trilha – que fica a 4 km da cidade – voltar e pegar a gente (eu, Ed Rusty e Tyler Change).

Como saímos tarde (a gente começa a andar normalmente às seis, sete no máximo) e ainda demoramos na carona, a trilha estava cheia: toda a turma que havia passado a noite na Casa de Luna.

O percurso começava com três quilômetros de uma forte subida, seguindo de uma grande descida de quase dez quilômetros, outra subida gradual de quase 17 quilômetros para então descer até chegar ao camping. Água era um problema – nos 30 quilômetros do dia, só um ponto confiável.

Seguia na frente e íamos passando a maioria dos outros caminhantes. Quando chegamos na base pra grande subida, avisei ao Ed: “se prepara que são quase 11 milhas de subida”, eu disse. “Eu estou pronto”, ele respondeu. E disparou morro acima.

Não lembro quando Tyler se separou, mas jurava que ele tinha ficado pra trás, até chegar no camping e encontrar ele e Ed perto da água.

O dia não teve surpresas: sol, sobe e desce tranquilo, gente, mosquitos, duas cobras que espantei com o bastão de caminhada… Surpresa talvez tenha à noite. Tem um urso rodando a região e hoje, pela primeira vez na PCT, dependurei minha comida. Estou dormindo na barraca sem a cobertura pra chuva, então se ele aparecer pra pegar a comida vou poder vê-lo.

Essa noite eu não sei, mas amanhã eu tenho certeza que vou ver um: segundo os relatos, um urso preto morreu no poço de água que tem a poucos quilômetros daqui e já está se decompondo. Por isso estou carregando um pouco mais de água daqui. A vida é assim…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.