Tratamento de água na trilha

Pense comigo: você perde mais de dois litros de água por dia, seja pelo suor ou pela urina. É preciso repor essa água. Se vai ficar mais de um dia na trilha ou no mato é improvável que leve toda a água que for consumir. Mesmo em trilhas de apenas um dia, é quase certo que vai precisar pegar água direto da natureza para beber. Pode ser que você encontre uma nascente com água pura e fria, mas na maioria das vezes o cenário é bem diferente: rios, lagoas, cachoeira, reservatório de água para gado, água empoçada de chuva… Vai ser isso que você vai encontrar. Você tem três opções: morrer de sede ou tomar a água e torcer para que não tenha uma doença. A terceira é utilizar algum sisteam de tratamento da água, para que ele fique potável, livre de bactérias e protozoários. Infeção urinária e intestinal? Não, tô fora.

Para que isso não aconteça existem diversos métodos de purificação de água. Vai depender de você e da trilha que estiver fazer para decidir qual a melhor opção. O mais comum no Brasil ainda é a purificação química, feita a partir de gotas ou pastilhas de cloro. Nesta categoria estão o Clor-in e o Hidrosteril.

10592876_1sz

O Clor-in é uma pastilha que tem como base um derivado do cloro orgânico, o Dicloro-S-Triazinetrinone. Sua principal vantagem é não deixar gosto na água e ser eficiente na prevenção de diversas doenças e infeções causadas por microorganismos. É leve e fácil de carregar, mas cada pastilha é suficiente para, no máximo, um litro de água. A cartela custa em torno de R$10,00. Além disso, é preciso esperar meia hora para a pastilha faça efeito – ou seja, o seu uso não é imeditado.

00090639O Hidrosteril, por sua vez, está disponível em formato líquido. Duas gotas são suficientes para a purificação de um litro de água. Sua composição também é a base de derivados de cloro – o hipoclorito de sódio, ou basicamente água sanitária. A água pode ser consumida em apenas quinze minutos, mas o produto deixa um gosto forte de cloro. Custa em torno de R$20,00 o frasco de 50 ml, suficiente para purificar dezenas de litros de água.

6596Pouco comum no Brasil, o Aquamira é outro purificador químico. É formado por dois compostos, vendidos em frascos separados, que precisam ser combinados no momento de purificar a água. O primeiro frasco é composto de dióxido de cloro e o segundo por ácido fosfórico. A combinação dos dois é eficiente na eliminação não só de bactérias, mas também de viroses e cistos de protozoários, como a giárdia. 60 ml (um frasco de 30 ml de cada produto) são suficientes para a purificação de 100 litros de água. Também não deixam cheiro ou gosto e nos Estados Unidos o kit é vendido por 15 dólares – não encontrei o produto a venda no Brasil. É bom deixar claro que nenhum dos métodos químicos filtra a água – caso ela esteja poluída com elementos físicos – terra, barra, folhas etc – é preciso primeiro filtrar a água (você pode usar uma bandana, por exemplo) e depois purificá-la.

Um método de purificação que vem se popularizando no Brasil e é o mais popular nos Estados Unidos é a filtragem. Neste caso a água passada por um mini filtro, eliminando não só bactérias, mas também elementos físicos. Os filtros mais comuns – e que eu particularmente prefiro – são da marca Sawyer. São três modelos: o normal, chamado simplesmente de Sawyer Filter System; o Sawyer Mini e o Sawyer Micro. O princípio dos três é o mesmo – uma “pele” de microfibras tubulares que filtram 99.99% de bactérias (samonela, E.coli) e protozoários (giárdia), mas não eliminam viroses. São leves, versáteis e muito práticos. O Mini, apesar de ser o mais leve dos três modelos, tem um fluxo de filtragem muito lento, o que me faz achá-lo o pior dos três. O Micro, lançado recentemente, tem o mesmo peso Micro e um fluxo de água bem próximo ao sistema original, pra mim ainda o melhor dos três. Em todos os casos é preciso coletar a água em um recipiente e filtrá-la para outro. Também é preciso ter cuidado em baixas temperaturas: em noites frias o filtro pode congelar e se quebrar. O Sawyer Filter tradicional custa em torno de 40 dólares, o Mini em torno de 20 dólares e o Micro cerca de 30 dólares nos EUA. No Brasil o Mini é vendido por cerca de 220 reais.

katadyn-be-free-water-filtration-bottle-rolled-up_e0fce646-5abc-4c30-95df-2ea29ac2870f_grandeOutro sistema por filtragem que vem se popularizando é o de filtros adaptados diretamente na boca de uma garrafa dobrável – algo que o Sawyer também permite fazer. São mais leves, mas você fica limitado a quantidade de água dentro da garrafa. Nenhum dos sistemas de filtragem (seja o Sawyer, seja o filtro da Katadyn) necessita de espera para que você beba a água – é passar pelo filtro e tomar.

1360339416-61097500Semelhante ao sistema de filtros, o sistema por gravidade é destinado a filtrar uma quantidade maior de água – 10 litros de uma vez, por exemplo. A vantagem é que você não precisa estar presente no momento da filtragem – é colocar o recipiente com a água suja em um ponto mais alto e deixa a água passando pelo filtro até o recipiente de água limpa. É similar aos antigos filtros de barro que a gente usa em casa – mas muito mais leve e portátil. Os principais fabricantes, como Sawyer, Katadyn e Platypus têm modelos disponíveis de sistemas de gravidade.

56431_msr_miniworks_ex_purifier_packaging_tablets

Sistemas de filtragem por bombeamento também são uma opção, mas são grandes e pesados (cerca de 500 gramas, contra 70 gramas do filtro Sawyer Micro). Alguns modelos têm a vantagem de filtrar também viroses. Também custam caro – modelos mais simples da MSR, por exemplo, que não são eficientes contra viroses, custam a partir de 100 dólares, chegando a mais de 350 dólares os modelos que eliminam contaminações por virus. 61axt-brahl._sx425_Outro sistema de purificação é o feito por raios ultravioletas. A marca mais conhecida é a Steripen. Suas canetas emitem raios que eliminam bactérias, protozoários e viroses e precisam ser recarregadas (bateria ou USB, dependendo do modelo) a cada 50 litros, em média. Por isso não é um sistema que eu usaria – já tenho que cuidar da bateria do celular, da lanterna, do geolocalizador e isso é suficiente. As lâmpadas têm uma vida útil bem maior – podem ser utilizadas cerca de 8000 vezes. Agem rápido – em cerca de um minuto – mas não filtram as impurezas físicas. As Steripen custam em torno de 100 dólares nos EUA.

Por fim, existe o bom e velho método de fervura. Deixe a água fervendo por alguns minutos para eliminar todos os tipos de microorganismos. Mas é preciso esperar a água esfriar para bebê-la. Como levo panelas pequenas, não é um método que utilizo. Prefiro confiar nos outros métodos mais modernos.

Independente do método é importante sempre filtrar e purificar a água que for consumir, seja bebendo ou cozinhando, quando estiver em trilhas. Nas minhas trilhas de longa distância sempre levo o filtro Sawyer tradicional como primeira opção e uma cartela de Clor-in como backup, caso o filtro estrague. E você? Qual a sua escolha?

Anúncios

2 comentários sobre “Tratamento de água na trilha

  1. Excelente artigo. O filtro Sawyer não filtra vírus, e o Clor-In não elimina Cryptosporidium, que causa diarreia. O ideal não seria usar os dois? Quais cuidados você tem para evitar a contaminação da água filtrada? Agradeço se puder detalhar seu método de filtragem e manutenção do filtro.

    Curtir

    • oi Rodrigo. Obrigado pelo comentário. Eu uso o Sawyer e levo o Clor-in como backup. Tambem uso o Clor-in quando pego aguas paradas ou muito suspeitas (poças, rios, perto de pastagem etc). A manutenção do Sawyer é simples – tem que fazer a agua correr no sentido contrário ao da filtragem pra limpa-lo. Ele vem com uma seringa pra isso. Outro cuidado que precisa ter com ele é quanto ao congelamento – ele não suporta baixas temperaturas, então dependendo de onde estou durmo com ele dentro do saco de dormir. Abraço

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.