Appalachian Trail S01E102

Dia 102, 25/07: Governor Clement Shelter (1690.2) a VT100, Killington, VT (1704.1)

Distância do dia: 13,9 milhas | 22,36 km

Distância total: 1704.1 + 8.8 milhas | 2756,64 km

Distância que falta: 485.7 milhas | 781,65 km

Já tem algumas semanas, vocês tem notado, que tenho andado com o Wash Bear. A gente vem se esbarrando desde a Virginia, mas nos últimos dias resolvemos que vamos caminhar juntos até o final. Temos o mesmo ritmo e ele precisa terminar antes do dia 25 de agosto. O objetivo é 23. E como temos feito o mesmo número de milhas por dia é a data que pretendo terminar também.

O que a gente tem combinado é encontrar no final do dia no shelter que a gente decidiu na manhã ou no dia interior. Normalmente eu acordo mais tarde, mas saio antes dele. A gente se encontra quase sempre no meio do caminho e a partir daí caminhamos conversando. Política, religião, cultura, turismo, química, biologia, qualquer assunto.

Eu acampei perto do shelter. Ele ficou lá. Pela manhã esperei por ele e fomos do conversando o dia todo. O percurso era curto, menos de14 milhas. Ele precisava passar em Killington pra pegar um pacote no correio. Eu tinha enviado meus novos tênis pra Rutland, 10 km depois.

Apesar de curto o percurso foi cansativo. Chegamos antes das duas em Killington. Dali pegamos o ônibus até Rutland. Estavamos os dois precisando de um banho – não lembro a última vez que tinham tomado um. Precisavamos também lavar as roupas. A opção mais lógica seria dividir um quarto de hotel por ali. Mas antes da gente tomar a decisão eu fiz uma proposta diferente: por que não ficar em um lugar barato e gastar o dinheiro do hotel num jantar que valesse a pena? O que a gente estava a fim de comer?

Foi assim que a gente chegou na Yellow Deli. Ela é a sede de um grupo chamado Twelve Tribes, uma seita cristã fundamentalista, que busca viver como os cristãos do século I. Acreditam na segunda vinda de Jesus – ou Yahshua, como eles se referem. O grupo surgiu nos anos 70 e mantém o restaurante – a tal Yellow Deli – em Rutland e outras cidades. Aqui também abrigam os caminhantes. O lugar é gratuito e aceita doação, em dinheiro ou trabalho.

O lugar é bacana. E a localização é incrível. Deixamos nossas mochilas em uma das beliches disponíveis e saímos pra comer algo que os dois estavam saudosos: comida japonesa. Dali pra supermercado, pra garantir a comida dos próximos dias e depois de um descanso, mais comida. Cervejas locais e pizza bem ao lado de onde estávamos hospedado. Ao final, o que gastamos de comida foi próximo do que cada um iria gastar de hospedagem. A estratégia, acho, valeu a pena.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s