Appalachian Trail S01E73

Dia 73, 26/06: The Doyle Hotel, Duncannon, PA (1147.2) a Yellow Springs Village Site (1171.6)

Distância do dia:  24.4 milhas | 39,26 km

Distância total: 1171.6 + 8.8 milhas | 1899,66 km

Distância que falta: 1018.2 milhas | 1638,63 km

Tom (tenho quase certeza que é esse seu nome) viu que eu era do Brasil e comentou: “nunca estive no Brasil mas tenho dois casos pra te contar”. Quem me conhece sabe que só de falar isso já ganhou minha atenção. “Há alguns anos, já deve ter uns 10 ou mais, nos ligaram querendo uma consultoria pra fazer uma trilha no Rio.” Ele trabalha como voluntário na Appalachian Trail Conservancy. “Fiquei algumas semanas conversando com o pessoal, que queria que eu fosse lá dar uma palestra. Estava tudo certo, data marcada, daí uns dias antes eles ligaram cancelando, dizendo que não iam mais fazer a trilha por problemas políticos”. Ele continuou: “O segundo tem mais tempo. Meu pai ainda era vivo e a empresa que ele trabalhava estava participando de uma licitação pra trocar os cabos do bondinho do Pão de Açúcar. Quando ia sair o resultado cancelaram a licitação por que teve algum escândalo de corrupção. Parece que os cabos que estão lá até hoje ainda são os mesmos…”. Tom tem bem mais de 70 anos, então essa história do pai dele deve ter sido lá pelos anos 80.

Ele me contou essas histórias depois de tirar a minha foto em Harpers Ferry e eu tinha esquecido. O dia hoje foi tão tranquilo que fiquei um tempo pensando em coisas que tinham acontecido recentemente e eu não tinha escrito sobre.

O sul da Pennsylvania está surpreendentemente fácil. As pedras, parece, só voltam daqui a umas 50 milhas. Mais dois dias de terreno plano e fácil, espero. O que me distrai são as frutas. Numa determinada hora da tarde passei por duas cerejeiras carregadas. Frutas pequenas, mas maduras e gostosas. E os mirtilos que eu queria apareceram também. Não achei mais que meia dúzia maduros, mas matou a vontade. Parece que eles amadurecem depois das outras frutas, então tenho chances de encontrar mais pra frente. E agora que conheço a planta – um arbusto baixo, de folhas pequenas – ficou mais fácil.

O dia foi tranquilo também de gente. Não cruzei com quase ninguém, exceto três section hikers na manhã e outros dois thru hikers na tarde. Quando parei pra pegar água a Small Steps estava saindo. E ela está acampada aqui no mesmo lugar que eu.

A Yellow Springs Village não existe mais. Era uma mina de carvão que existiu por aqui. Ainda tem uns escombros da mina aqui perto, mas nem vou lá ver. Hoje em dia no local onde era a vila existe apenas uma caixa de correios, onde os caminhantes registram suas passagens. E os únicos moradores fixos do lugar pelo visto são uma família de veados que já vieram cheirar a minha barraca…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s