Appalachian Trail S01E68

Dia 68, 21/06: Pen Mar County Park (1064.3) a Caledonia State Park (1082.9)

Distância do dia: 18.6 milhas | 29,93 km

Distância total: 1091.7 milhas | 1756,92 km

A trilha tem seus personagens. Hikers que são tão exóticos que a fama corre a trilha em todas as direções numa velocidade maior que a do próprio hiker. Tem gente que tenho ouvido falar desde os primeiros dias. A garota que está fazendo a trilha com um chiuaua, por exemplo. O bichinho não consegue andar e é carregado a maior parte do tempo. Pra completar ela adotou outro cão, maior, e tem feito a trilha com os dois cachorros. Tem a outra que o objetivo é fazer sexo com o maior número de pessoas possível até o final da trilha. Tem o Jukebox, um inglês que caminha com fones de ouvido cantando clássicos do rock a plenos pulmões. E tem o Pipes, que está fazendo a trilha com sua gaita de foles…

Eric me deixou no parque logo cedo, não deveria ser 8 da manhã. Foi só andar 300 metros e voltar pra Pennsylvania. Ou Painsylvania, como é chamada na trilha. O início não é complicado. No mapa o estado é basicamente plano, sem muitas subidas. Na prática é cheio de pedras, o que dá a fama ao lugar. Mas como disse o início não é complicado. As primeiras 15 milhas são tranquilas. E aí vai começando a complicar…

Tinha pensado que talvez poderia chegar finalmente à metade da trilha, na milha 1095, mas fui chegando na 1080 e fui cansando. Quando passei por mais uma caixa de isopor ela tinha uma aviso: “jantar hoje! No Caledonia Park! Free camping e banho!”.

Ok, você venceu. Iria parar ali e não chegar à metade. Parei no parque, tomei um sorvete e fui pro local marcado. Pelos menos 20 hikers se amontoavam debaixo de uma tenda. A chuva chegou junto comigo. De repente esse cara loiro, magrelo, que estava quieto em um dos cantos tira sua gaita de foles da mochila e começa a tocar. Agora fala: existe algum instrumento mais chato, irritante, pé no saco que gaita de foles?

Mas a espera e a audição do concerto de gaita valeu a pena. A chuva passou, mais uns dez hikers chegaram e o jantar foi incrível. Burgers, cachorro quente, mac’n’cheese, feijão com linguiça, milho cozido… O responsável, que não sei o nome, disse que faz isso há 14 anos. Já teve dia sem ninguém. Hoje foi o dia mais cheio da história. Tudo mundo comeu, e comeu bem. Não sobrou comida. E ainda teve sobremesa. E amanhã tem café da manhã…

Vou confessar: estava fugindo da bolha mas estar no meio dela tem as suas vantagens…


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s