Appalachian Trail S01E44

Dia 44, 28/05: Wapiti Shelter (616.5) a Pearisbourg (634.3)

Distância do dia:  17.8 milhas |  28,65 km

Distância total:  643.1 milhas |  1034,97 km

Sou uma pessoa extremamente conectada. Passo boa parte do meu dia “normal” na frente de um computador. Acesso a internet por qualquer motivo. Meu telefone é meu assistente pessoal. Vive no meu bolso e é minha agenda, despertador, bloco de notas, câmera, tudo. Minha vida atual depende de informática. A sua também, acredito.

Mas eu tenho uma teoria. Quando essas coisas tecnológicas começam a dar problemas em sequência eu acredito que é um sinal. Veja: perdi meu celular, o computador da Ale deu pau, depois o celular dela, aí meu Spot morreu e hoje meu celular novo, o que eu comprei há 15 dias, deu biziu. É um Motorola pré-pago da Verizon, que vem de fábrica com um sim card Verizon, mas desde ontem ele não funciona. Ele mostra a mensagem que o sim card não é Verizon…

Na minha cabeça isso quer dizer: se afaste da tecnologia. Embrace the Woods. Se entregue 100% à sua caminhada, esqueça essas coisas modernas, vá curtir a caminhada com as primeiras pessoas que caminharam essa trilha curtiram. Mas tem a Ale, que fica preocupada quando sumo por um tempo, e família, e tudo mais…

Independente de qualquer coisa, o fato é que fico sem celular pela próxima semana.

De volta a trilha, o grande fato do dia foi passar a marca dos MIL quilômetros. Pouco menos do que fiz na Estrada Real. Fisicamente estou bem melhor. Nada de bolhas. Nada de unhas perdidas. Joelhos ok. Pernas ok. Nenhum problema físico. Muito culpa dos equipamentos.

A topografia da AT é próxima da ER, mas ao mesmo tempo é muito pior. Elevação é similar, mas enquanto na ER você segue por estrada, aqui é no mato, com muito mais obstáculos. O tempo aqui está muito pior do que o que peguei na ER. Isso, além dos dias zero em Damascus, explicam, em parte, o por quê de ter gastado 43 dias pra fazer 1000 km aqui e menos de 30 na ER.

O caminho até Pearisbourg foi tranquilo. Cheguei na estrada que dá acesso à cidade e fui “sequestrado” pelo Rabbit, que estava indo buscar outros hikers. Iria ficar no hotel, mas acabei indo pro hostel dele. Fiz bem. Às noite fizeram chili para os hikers e agora pela manhã um bom café, bem típico do sul dos EUA.

Tentei resolver a coisa do telefone, sem sucesso. Ontem fui numa loja da Dollar General, onde comprei, mas como não tenho mais o recibo, nada feito. Liguei na Verizon, nada.

Fui ao supermercado e de novo esbarro com o Dancing Bear. Ele tem o mesmo modelo de telefone que eu. “Ei, Dancing Bear, você ainda tem o recibo do seu telefone?” “Yes”. “Sério? Me empresta? Preciso trocar o meu.” “Não está aqui. Está no hotel.” “Beleza. Vamos lá pegar…” “o que é um recibo?” “Aquele papel que o caixa te entrega quando você compra um produto…” “Ah, não tenho. Joguei fora…” Comprei um six-pack de uma pale ale local e voltei pro hostel. Cerveja e chili. Quem precisa de celular, né não?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s