Appalachian Trail S01E31

Dia 31, 15/05: Damascus (470.0) a US 58, Feathercamp Branch (474.6)

Distância do dia: 4.6 milhas | 7,6 km

Distância total: 483. 4 milhas | 777, 95 km

Antes de contar como foi o dia, deixa eu te fazer uma pergunta: qual a diferença entre um iPhone 7Plus e uma pedra? Te respondo já já.

O dia começou super bem. Voltei no Mojo com a Amanda pra tomar café da manhã e eu comer o bagel com salmao que tava a fim. Fomos papeando e foi ótimo. Voltei pro The Place, fiz meu check out e passei no correio pra mandar pro Bruno Orsini o steadycam que tava comigo e o backup dos vídeos que tinha feito. E saí pra caminhar ali pelas dez da manhã.

Na subida, logo depois de sair da cidade, uma cobra enorme no caminho. E chegando na quarta milha do dia a trilha dava uma confundida com a Feathercamp Trail – e só depois fui entender a confusão. 

Fiquei meio perdido, andando pela Feathercamp um tempo até me dar conta que não estava na AT. Nada de white blazes por um tempo é sinal que você não tá na trilha certa. Voltei, peguei a trilha correta e logo cheguei na US58, a estrada que chega em Damascus e que você tem que cruzar pra seguir caminho. 
Cruzo o asfalto, volto pra trilha e ela chega  um rio. Sem ponte. Com água até o joelho e correnteza. “Que massa!”, pensei. “Essa vai ser a foto da trilha do dia”. Faço a foto, boto o celular no lugar de sempre – o bolso lateral direito da mochila – e cruzo o rio. Chego no outro ladoe penso: vou fazer outra foto…

E aí começa o drama…

Boto a mão no bolso da mochila e cadê o celular? Tirei a foto, botei ele ali e não fechei o zíper… e na travessia do rio ele caiu do bolso. E foi-se embora na correnteza. A diferença do iPhone e da pedra é nenhuma:os dois afundam e a correnteza acaba levando.

Ponto negativo? Era um 7 Plus que tinha comprado aqui só pra trilha, por causa memória e qualidade de foto. Custou caro, claro. Ponto positivo? Já tinha mandado os vídeos com qualidade pro Bruno… E o telefone novo, um Motorola, custou 30 dólares num plano pré pago da Verizon…

Voltei pra Damascus pela trilha pra me recompor emocionalmente do baque. Resolvi ficar a semana aqui. Quinta faço um trabalho voluntário lá na igreja que estava hospedado e na sexta tem o Trail Days. Volto a andar depois disso.

Que dia…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s