Couve-flor assada

Eu fico aqui experimentando as receitas e a Alê as divulgando… Cada novo prato que bomba no Instagram dela é um incentivo para um novo post.

Desta vez foi essa couve-flor assada (sim, tive que checar se ainda tem hífen). Vi a receita hoje no Gojee, o melhor e indiscutivelmente mais bonito site de receitas atualmente – na verdade ele é um agregador de receitas, que busca, de acordo com os ingredientes que você determina, o prato em diversos blogs diferentes.

Então. Eu lembrava que tinha uma couve-flor na geladeira que deveria fazer hoje, de forma simples e (mais ou menos) rápida. A resposta foi essa assada. Até você consegue fazer, aposto.

Lave a couve-flor inteira. Limpe com uma faca as partes que estiverem escuras. Corte o caule com cuidado: tire apenas as folhas verdes e deixe o cacho o mais inteiro possível. Coloque em uma assadeira (eu usei uma de bolo pequena, mas serve qualquer uma), regue com azeite e sal e ponho no forno médio-alto já aquecido por uma hora.

(Como o tempo era bom – uma hora de forno médio dá pra assar muita coisa – e tinha espaço no forno, temperei dois filés de porco com sal, pimenta, azeite, limão e alecrim, que eu só tinha seco, enrolei no papel alumínio e coloquei junto, em outra assadeira).

Enquanto isso faça o molho, um muito difícil e complicado vinagrete verde: salsinha e o que mais tiver de erva fresca (orégano, tomilho e sálvia caem muito bem) e uma proporção de 3×1 de azeite e limão – 100ml de azeite e o suco de meio limão, por exemplo. Tempere com sal e pimenta do reino.

Deu uma hora de forno? Vá checar a couve-flor. Espete um garfo e veja se está macia. Se estiver, tire. Se ainda achar meio durinha, deixe mais uns 15 minutos.

(Nessa checagem aproveitei para tirar o papel alumínio da carne, para que ela pegue uma cor…)

Quando estiver no ponto tire, jogo o molho e sirva. Só isso. Serve quatro pessoas (ou três, se
você convidar a Alê, que não parava de comer a danada da couve-flor…)

Sirva junto a carne de porco, acompanhado de um bom e furtado frutado (eu juro que paguei pelo vinho) vinho branco – eu optei por um Peñolen Sauvignon Blanc, chileno, que tem uma boa acidez e combinou com o limão da carne e da couve-flor.

Um jantar saudável, rápido, super gostoso, que ficou pronto em pouco mais de uma hora e saiu, com vinho incluso, por cerca de 10 reais por pessoa.

 

Anúncios

2 comentários sobre “Couve-flor assada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s