Casa de Abrahão Bistrô Árabe

Não se deixe vencer pela distância. Chegar ao Bistrô Árabe é tarefa árdua, mas recompensadora.

Se você é de BH mas ainda não conhece o lugar basta dizer que fica perto da portaria 2 do Retiro do Chalé. Siga as placas quando estiver descendo a serra. Se é de fora e estiver passeando pela cidade a melhor forma é, sem dúvida, convencer aquele seu amigo de Belo Horizonte que sim, vale a pena pegar a BR040 com sentido ao Rio, passar pelo trevo de Ouro Preto, seguir mais uns 3,5 km até a entrada para o Topo do Mundo (passe batido ou no máximo pare pra dar uma espiada na turma saltando de paraglider). Daí seguir mais um quilômetro até um pequeno trevo. Mantendo sempre à esquerda, são três pequenas pontes (e mais um quilômetro e pouco de estrada) até você entrar na primeira rua a direita, de terra, e seguir até o final. Pronto.

Falando assim parece que o Casa de Abrahão nem fica em BH. E não fica mesmo. Tecnicamente ali é Brumadinho, município vizinho da capital mineira e que abriga também o Inhotim. O museu está a quase 30km dali, mas é possível combinar os dois em uma única visita.

O esforço para se chegar ao restaurante, já disse, vale a pena. O Casa de Abrahão é isso mesmo: a casa do Antônio Abrahão, sócio e responsável pela cozinha.

Definir o lugar em poucas palavras é fácil: simples, atento aos pequenos detalhes, com um atendimento exemplar e uma cozinha que é deixar surpreso qualquer amante da culinária do norte da África.

O comedouro é montado na sala e em uma área externa com não mais que uma dezena de mesas em volta a uma fonte relaxante.

Músicas tradicionais nas caixas de som fazem trilha sonora a uma decoração de bom gosto. O único senão são os pequenos guardanapos de papel, que se mostram inúteis na briga com o azeite e a farinha do pão que acompanha a sua entrada…

As entradas… tanto o mazzé degustação (R$58,50, serve facilmente a quatro pessoas) quanto o trio de pastas (R$35,00) são acompanhados de dois markuk, um pão folha feito na casa, na hora, que chega à sua mesa borbulhado. E isso, meu amigo, não é força de expressão: o pão chega, sim, com borbolhas de ar quente, fresquinho, com um cheiro que parece dizer “devora-me”.

O mazzé (que já vi grifado em outros lugares como mezzé e é a entrada servida nas refeições árabes) é completo: traz pastas de pimentão, berinjela, humus, berinjela assada, quibe cru, quibe cru vegetariano e o que o Abrahão tiver preparado na semana. Só de olhar aquilo na sua mesa você tem certeza que não foi em vão seu tempo na estrada.

Mas tem mais. O cardápio do lugar, apesar de simples, é exemplar. Cervejas artesanais de Minas e outras regiões e uma boa carta de vinhos, com harmonização sugerida para cada receita, fazem companhia a poucos pratos, mas todos preparados com a preocupação nos detalhes que parece ser a marca registrada da casa.  O Cordeiro Marroquino aos 7 Temperos com Couscous (R$69,00, também para 2, em teoria, mas que serve até 4) é memorável.

O Malfuk de Vó Rosa, os charutos de folha de uva, aqui substituídas pela couve mineira (R$39,00) é de, como disse uma amiga, “comer de joelhos”. A Abobrinha Recheada na Coalhada (R$43,00) é indescritível. E tanto o charuto quanto a Abobrinha podem ser pedidos com recheio vegetariano.

E quando você já está se sentindo um camelo, achando que vai passar os próximos seis meses sem comer nem beber coisa alguma, ainda querem te apresentar as sobremesas: a Surpresinha de Ali Babá (banana envolta na massa do pão com gengibre, especiarias e chocolate, assada e servida com sorvete, R$18,00) e o Sonho de um Califa (sorvete de chocolate amargo na casquinha de pão markuk com calda de rosas vermelhas, R$15,00).

Pronto? Não. Um cafezinho pra rebater: turco, com cardamomo (R$4,90). E aqui fica uma dica: peça o café e pergunte pela Cristina. Irmã de Abrahão, ela faz a leitura do seu futuro na borra.

Serviço

Casa de Abrahão – Bistrô Árabe – Rua Dois, número 29, Retiro do Chalé, Brumadinho, MG. Tel: (31) 9205-5139 ou (31) 3575-6084. Funcionamento: sex:17h-2h. sab: 12h-17h, 20h-2h. dom:12h-18h. Preço: R$50-R$100 por pessoa. Cartões: V, MC, AMEX. Obs: Reservas recomendadas.

Porque ir: pelo ambiente amigável, pelos pratos de culinária do norte africano, pelo markuk. Ah, o markuk…

Anúncios

Um comentário sobre “Casa de Abrahão Bistrô Árabe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s